sábado, 10 de janeiro de 2009

O poder vicia mais do que as drogas

Vivemos os dias que a Bíblia denomina de trabalhosos (2 Tm 3.1). E um dos grandes males que nos atinge, é sem dúvida o desejo pelo poder, à vontade de a qualquer preço comandar, mandar e sujeitai outras pessoas.
Na opinião de John Stott, a sede de poder tem sido uma característica da história humana e “está presente na política e na vida pública, nos grandes negócios e na indústria, nas diferentes profissões e na mídia, e até mesmo na igreja e nas organizações paraeclesiásticas”. O conhecido teólogo inglês chega a dizer que “o poder é mais tóxico que o álcool e vicia mais do que as drogas”.
A respeito disto diz a Bíblia: "Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes" (Tg 4.6).